"Educação não é o quanto você tem guardado na memória, nem mesmo o quanto você sabe. É ser capaz de diferenciar entre o que você sabe e o que você não sabe." (Anatole France)

13/06/2011

Plano de aula inclusivo


1. Dados de Identificação:
Cursista: Neila de Sousa Magalhães Costa
Atividade do site: :
http://educarte.arteblog.com.br
Período de desenvolvimento da atividade: 2 aulas de 45 minutos cada 

2. Habilidade a ser desenvolvida:
É fundamental estimular o respeito e a valorização mútua entre os alunos e promover estratégias que fomentem cooperação e solidariedade, no lugar de competitividade. Os alunos devem reconhecer o potencial de seus colegas e valorizá-los como pessoas únicas. Para conseguir interações positivas, é preciso estabelecer canais de comunicação nos quais os alunos possam se expressar e se conhecer. (DUK, 2005, p. 182).

3. Objetivos:
Reconhecer a importância das minhocas para a terra e a contribuição da mesma para manutenção de um solo produtivo para o plantio.

4. Conteúdo:

 
Preservação do solo como meio produtivo para o plantio.

5. Desenvolvimento da atividade e Estratégias de acompanhamento da atividade:

5.1.  Organização da sala de aula e disposição dos alunos:
 A atividade será realizada no pátio externo da escola devido à manipulação de materiais que podem sujar muito a sala, porém, o início se dará na sala de aula no que diz respeito às orientações para organizar a arrecadação dos recursos necessários.

5.2  Procedimentos para iniciar a aula;
Conversar com os alunos em sala de aula sobre a importância da minhoca no ambiente, para a fertilização e recuperação do solo. Apresentar um vídeo sobre o assunto e ao final apresentar um texto simples sobre a importância e a função da minhoca para o solo.
TEXTO: "A minhoca alimenta-se de restos de vegetais e animais mortos, reciclando a matéria orgânica, liberando o adubo (húmus) no final de sua digestão. Esse adubo é rico em nutrientes. Outro benefício ao solo é a movimentação da minhoca, através de túneis que arejam o solo (misturando as camadas mais profundas com as superficiais)"
Solicitar aos alunos, os materiais necessários para a montagem de um minhocário.

5.3. Desenvolvimento da aula - Montagem do minhocário: colocar no fundo do recipiente transparente a terra, em seguida a areia, o esterco, a terra novamente e assim intercalando todo material finalizando com o esterco. Colocar as minhocas e cobrir com o saco plástico preto.
·         Durante a montagem do minhocário os alunos estarão colocando nas mãos dos alunos com NEE - Visual os materiais e citando o nome para que possam manipular sabendo o nome de cada um.

5.4. Finalização da aula - Ao final serão dadas orientações sobre a manutenção diária do minhocário (para os alunos com NEE - Visual será entregue uma cartilha em braile), sobre a observação e o registro do processo (escrito em braile) que poderá ser feito em forma de representação (desenho) pelos outros alunos.

6. Recursos de apoio (por exemplo, tecnologia assistiva):

Um aquário ou garrafa pet sem gargalo e transparente, areia, terra, esterco animal (pequena quantidade), água, saco de lixo preto, minhoca de diferentes tamanhos. 

6.1. Materiais Didáticos Adaptados;

 Máquina de escrita Braile para o registro das observações e vídeo com áudio.

7. Finalização da aula;

 Ao final serão dadas orientações sobre a manutenção diária do minhocário (para os alunos com NEE - Visual será entregue uma cartilha em braile), sobre a observação e o registro do processo (escrito em braile) que poderá ser feito em forma de representação (desenho) pelos outros alunos.

8. Observações:

Para que alunos com deficiência visual possam participar desta atividade, ao longo da discussão sobre o assunto será necessário exibir imagens com áudio e fazer com que o aluno também anote suas impressões com auxílio de uma máquina braile. O texto deverá ser entregue em braile. O estudante com deficiência visual também poderá acessar a Internet para pesquisa da sala de recursos, no contra turno. Há softwares especializados para garantir a acessibilidade dos cegos à rede. O aluno cego poderá se inteirar do processo de montagem através do tato e olfato e também na forma de um programa de rádio, por exemplo, quando outros alunos podem narrar todo o processo para que o aluno cego perceba exatamente como o mesmo se dá.

0 comentários:

Postar um comentário